Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

No meio do caminho

De alto de sua insensível soberba surge o poeta. Surge o poeta de sua insensível soberba. Do alto. O poeta insensível surge de sua soberba.
Alto. Surge e vai.
Eu fico.